29
Ago 11

Em caso de dor, ponha gelo

Mude o corte do cabelo

Mude como modelo

Vá ao cinema, dê um sorriso

Ainda que amarelo

Esqueça seu cotovelo

Se amargo for já ter sido

Troque já este vestido

Troque o padrão do tecido

Saia do sério, deixe os critérios

Siga todos os sentidos

Faça fazer sentido

A cada milágrimas sai um milagre

Em caso de tristeza vire a mesa

Coma só a sobremesa 

Coma somente a cereja Jogue para cima,

 faça cena

Cante as rimas de um poema

Sofra apenas, viva apenas

Sendo só fissura, ou loucura

Quem sabe casando cura

Ninguém sabe o que procura

 Faça uma novena, reze um terço

Caia fora do contexto, invente seu endereço

A cada milágrimas sai um milagre

 Mas se apesar de banal Chorar

for inevitável

Sinta o gosto do sal Sinta o gosto do sal Gota a gota, uma a uma

Duas, três, dez, cem mil lágrimas, sinta o milagre

Das mil lágrimas!

publicado por Chicailheu às 22:36
borboletas:

Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
30
31


::RELÓGIO::
RSS
::CONTADOR::
Ferias
Contador
::MEUS SLIDES::
::MIMINHOS::




































::BLOGUES AMIGOS::
O Blog da Joanina Azoriana / Açoriana Grilinha
::MINHAS MÚSICAS::
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar
 
as minhas fotos
blogs SAPO