21
Set 11

 

- É importante que saibas que o Outono está associado à diminuição de horas de sol nos dias que vão passando, até ao Inverno.

 

 É esta a principal causa da aparição da cor vermelha nas folhas de carvalho que tu vês cair nesta página, uma vez que os pigmentos verdes - a clorofila -  cessam o seu trabalho e os pigmentos vermelhos, que estavam "escondidos" pelos pigmentos verdes, ocupam o seu lugar.

 

 

 Por outras palavras, a clorofila desaparece e aparecem os tais pigmentos vermelhos. Por que é que as folhas são vermelhas e não amarelas?  Pois bem, isso é devido à concentração de açúcar que está na seiva da árvore. Noutras árvores, é a cor amarela que aparece nas folhas de Outono.

 

 E muitas vezes aparecem todas as cores! Enquanto as folhas mudam de cor, a base (a cauda) das folhas seca, fazendo-as cair. O vento dá-lhes um empurrão.

 

2 - O fenómeno da queda das folhas é um mecanismo de defesa para o carvalho. Com a chegada dos grandes frios e da neve, o solo e a água que nele se encontra gelam e isso vai privar o nosso carvalho, e, claro, também as folhas, do seu alimento. Para escapar a este período de falta de alimento, o carvalho entra num estado de adormecimento até à Primavera.

 

3 - Que devemos fazer com as folhas mortas? Pois bem, na floresta, e contrariamente ao que as pessoas fazem nos seus terrenos e jardins, devemos deixar as folhas mortas sobre o solo: elas servem de fertilizante natural para esse solo, uma vez que se decompõem. Assim, o solo fica mais rico em matéria orgânica e isso permite alimentar os outros vegetais (e o próprio carvalho) que se encontram nessa floresta.

 

4 - Queres saber por que é que as folhas são verdes? Sabes o que é a clorofila?

 

5 - Inventa lindas histórias com folhas de Outono.


 Caros/as utilizadores/as: Transmitam aos vossos alunos a extraordinária dimensão do Outono. As crianças têm de ser folhas bailarinas, folhas estaladiças,  folhas tristes, folhas mortas; têm de ser uma filha que se despede da mãe. A Expressão Dramática está ao alcance de qualquer criança. O adulto é que tem de atravessar a fronteira do faz de conta para o que é mesmo, mesmo que não o seja verdadeiramente.

 

 Vaz Nunes - Set 2003.
 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Chicailheu às 23:04
borboletas:

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
14
15
16
17

18
19
22
23
24

25
26
27
29


::RELÓGIO::
::CONTADOR::
Ferias
Contador
::MEUS SLIDES::
::MIMINHOS::




































::BLOGUES AMIGOS::
O Blog da Joanina Azoriana / Açoriana Grilinha
::MINHAS MÚSICAS::
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO