02
Jun 12

Poemas de Carinho
 
Alberto Caieiro


 Passei toda a noite, sem dormir, vendo, sem espaço, a figura dela,

E vendo-a sempre de maneiras diferentes do que a encontro a ela,

Faço pensamentos com a recordação do que ela é quando me fala,

E em cada pensamento ela varia de acordo com a sua semelhança.

Amar é pensar.

E eu quase que me esqueço de sentir só de pensar nela.

Não sei bem o que quero, mesmo dela, e eu não penso senão nela.

Tenho uma grande distração animada.

Quando desejo encontrá-la

Quase que prefiro não a encontrar,

Para não ter que a deixar depois.

Não sei bem o que quero, nem quero saber o que quero.

Quero só Pensar nela.

Não peço nada a ninguém, nem a ela, senão pensar.


publicado por Chicailheu às 21:40
borboletas:

Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15

21
22
23

26
27
28
29
30


::RELÓGIO::
RSS
::CONTADOR::
Ferias
Contador
::MEUS SLIDES::
::MIMINHOS::




































::BLOGUES AMIGOS::
O Blog da Joanina Azoriana / Açoriana Grilinha
::MINHAS MÚSICAS::
as minhas fotos
mais sobre mim
pesquisar
 
as minhas fotos
blogs SAPO